Antes de entrar no assunto dos 4P’s do Marketing, quero lhe contar uma história.

Carlos investe uma grana preta em marketing. Porém, analisando suas métricas ele chega à conclusão de que as vendas não estão vindo, pelo menos não na proporção que deveriam vir.

Carlos é assessorado por Cláudia, que ao analisar o mix de marketing dele, afirma que o investimento em links patrocinados está baixo e deve ser aumentado em 65% imediatamente.

Mesmo sem grana, Carlos aumenta o investimento nas suas campanhas de Adwords e adivinha? Os resultados não chegam.

Carlos usou até o momento, 58% da verba de marketing anual da empresa e seus superiores estão cobrando os resultados deste investimento:

“Estamos no quarto mês do ano e você já usou 60% do capital de publicidade. O que está havendo, Carlos? “ Pergunta seu superior.

Carlos inventa uma desculpa qualquer e começar a estudar, ele se depara com algo que para ele é totalmente novo, os “4P’s do Marketing.

Ao entender esse conceito, ele fez pequenos ajustes em alguns parâmetros desses “Ps” conseguindo resolver o problema e salvando seu emprego! Ele de quebra conseguiu economizar nas suas campanhas de Adwords e com essa economia, colocará anúncios no Bing Ads para complementar a estratégia.

Pode parecer ficção, mas só em ajustar os 4P’s do marketing do seu negócio, você perceberá bons ganhos ou no mínimo, uma economia significativa em publicidade.

Conheçamos os 4P’s do Marketing agora.

O Primeiro “P” do Marketing: Produto (Product)

Seja lá o que sua empresa faça, ela certamente terá um produto. Serviços, também podem ser considerados um produto.

O principal a ser entendido aqui é “Seu produto deve atender uma dor ou necessidade do seu cliente” e isso deve ser feito agora.

E não pense que o produto por si só é suficiente. A embalagem, as artes dos rótulos, do site, entre outros aspectos também fazem parte do produto. Como Steve Jobs dizia:

“O produto é a experiência como um todo. Design é como funciona”

Harmonize seu produto com as necessidades do seu cliente e dê a ele um toque especial, seja no slogan ou na forma de atendimento.

Esteja atento às mudanças de seu mercado e de seu público, sempre, isso é primordial.

O segundo “P” do Marketing: Preço (Price)

O preço é um grande diferencial. Novamente a dica é “Alinhe-se ao seu mercado”. Serviços muito baratos (aqui no Brasil principalmente) são vistos com maus olhos e serviços muito caros, não são adquiridos. O brasileiro em geral gosta do meio termo.

Uma estratégia que deve ser usada para aumentar o preço e consequentemente a margem de lucro é agregar valor ao seu produto ou serviço.

Um exemplo: Se seu concorrente vende desodorante, você pode vender “A agradável sensação de frescor, higiene e perfume proporcionada pelo seu produto” que ainda assim é um desodorante.

Percebe a sutileza? O que é mais importante para as pessoas? “Um desodorante” ou “A sensação de higiene e bom cheiro? ”

O Terceiro “P” do Marketing: Praça ou Local (Place)

Sua empresa precisa estar no lugar certo.

Suponhamos que você vende cachorro quente na rua.

Qual dos dois pontos é melhor para sua logística? A porta de uma faculdade lotada de jovens famintos ou próximo a um shopping center?

Obviamente perto da faculdade. Pessoas, quando vão ao shopping desejam comer em redes famosas de alimentação, como Mcdonalds, Divino Fogão e outros mais.

Suas vendas podem até acontecer, mas serão poucas se comparadas com o caso da faculdade.

Jovens universitários muitas vezes vão direto do trabalho para a aula, eles não têm tempo e muitas vezes não têm dinheiro para um jantar, logo, um cachorro quente reforçado teria um valor inestimável para eles. E adivinha: Você tem exatamente o que eles precisam, ou seja, a venda é certa.

Saiba onde está o seu público seja físico ou virtual. Não adianta ter um fanpage no Facebook se todos os seus clientes começaram a usar o Twitter, por exemplo.

O Quarto “P” do Marketing: Promoção (Promotion)

“Quem não é visto não é lembrado.“

Se há alguma área em que essa frase é praticamente um dogma é na publicidade.

Você pode ter o melhor produto do mundo, capaz de resolver o pior e mais incômodo problema, porém se ninguém souber disso, você não venderá absolutamente nada.

Esse é o mais importante dos 4 P’s do Marketing, diga ao seu público o que sua empresa é e o que ela pode fazer por ele, permita que ele conheça sua marca, crie um relacionamento com ele e as vendas virão naturalmente.

Concluindo

Lembra do exemplo do Carlos? Ele aumentou as verbas em Adwords na estratégia de marketing dele, ou seja, ele estava focando apenas na Promoção dentro dos 4 P’s do Marketing, por isso sua campanha continuou um fracasso e ele quase foi demitido.

Por sorte (na verdade por estratégia de SEO), ele encontrou esse artigo que realmente mudou a vida dele.

☺

Os 4Ps do marketing trabalham em conjunto, todos são partes da máquina chamada Empresa.

Um plano de marketing bem feito leva em conta esses fatores na sua elaboração.

Se você está planejando uma estratégia de marketing sem se atentar a esse importante detalhe, o seu resultado será o fracasso e desperdício de recursos, ou na melhor das hipóteses, seu negócio não alçará voos altos.

E então? Que critérios leva em conta na sua estratégia de marketing? Deixe seu comentário abaixo e se este conteúdo sobre os 4 P’s do Marketing lhe foi útil, compartilhe!

Você quer vender mais?

Agende uma conversa para falar sobre o seu projeto com um de nossos especialistas
Fale com um especialista
Siga nas redes sociais